sábado, 25 de outubro de 2008

A tradição já não é o que era!

“A tradição já não é o que era!” Uma frase que nos fartamos de ouvir, todos os dias. A propósito de toda e qualquer situação. Coisas há que mudaram e bem, pois algumas tradições antigas não se enquadrariam muito bem nos dias de hoje. A isso se chama evolução. Algumas mantêm-se até aos dias de hoje. Outras perderam-se ou estão a perder-se.

E perguntam-se vocês: “A que propósito vem isto? Mas que raio deu a esta? Saudosismo?” Foi isso mesmo. Saudades. Da minha infância, do tempo em que tudo era puro, em que nada (ou quase nada) fazia mal. Da fruta arrancada da árvore e comida só com uma esfregadela na roupa, das castanhas assadas na rua e comidas num cartuxo feito de uma folha arrancada da lista telefónica, de comer peixe do rio. Os tempos são outros.

Disto caminhamos para isto!

De tarde, ao observar da minha janela os filhos de vizinhos a brincar, apesar de estar uma tarde agradável e viver numa zona residencial onde o perigo do trânsito quase não existe, as crianças, cinco, estavam sentadas no pátio de uma das casas, de volta de um computador portátil. Gritavam excitadas. Espreitei… jogavam um desses jogos de estratégia militar. Voltei atrás no tempo e revi-me com a idade deles a jogar nesta mesma rua, com total liberdade de movimentos, sem ninguém nos controlar os passos. Jogávamos à bola, ao apanha, à macaca, ao mãezinha dás licença, ao lencinho e muitos outros. Divertíamo-nos horas a fio, todos os dias.

Este Verão, vários da minha geração, decidimos recuperar um espaço aqui na rua, a chamada “garagem” (trata-se de um espaço em tempos fechado com muro e portão em frente de três garagens particulares), onde nós brincávamos em crianças, com a ajuda das crianças de hoje (filhos) e transformá-lo num espaço lúdico onde recordamos brincadeiras antigas. Na minha pesquisa na Net, encontrei esta preciosidade que muito nos ajudou. Um bem-haja a quem se deu ao trabalho de recuperar algumas “tradições” e compilou esta obra para podermos ensinar às nossas crianças como se podem divertir sem estarem sempre “ligadas” à corrente!

Um comentário:

  1. Que giro! Foi uma óptima ideia!

    Beijocas, bom fim-de-semana!

    ResponderExcluir

Deixem aqui a vossa reação. Terei todo o gosto em vos ler. <3